A comissão do 12º Congresso das Nações Unidas de Prevenção ao Crime e Justiça Criminal se reuniu nesta quarta-feira (7), no Centro de Convenções, com a presidente da Bahiatursa, Emília Salvador Silva, e representantes do trade turístico para ajustar as questões relativas ao maior evento de 2010 em Salvador, que reunirá 80 chefes de Estado, incluindo o presidente Lula, e cerca de seis mil participantes de 140 países. O congresso da ONU acontecerá de 12 a 19 de abril.

O coordenador do evento, Renato Porciúncula, solicitou uma lista oficial dos hotéis cadastrados para que seja montado um esquema de segurança e transporte e disse que a contratação dos serviços será realizada através de licitação pública para todo o Brasil.

Segundo o vice-presidente da Associação de Agências de Receptivo (Abre), Jean Paul, um encontro com esse porte envolve pelo menos 500 pessoas só para fazer o receptivo. “A intenção também é aproveitar esses participantes aqui para fazermos um pré e pós-city tour em Salvador e entorno”, disse, referindo-se à movimentação da cadeia produtiva do turismo que gera um evento desse porte. Os hotéis também terão uma taxa de ocupação alta em pleno mês de abril, onde a ocupação geralmente é baixa.

A presidente da Bahiatursa demonstrou muita satisfação com a escolha de Salvador para a realização do congresso e informou que o Centro de Convenções passará pela segunda etapa de reforma. "Entendemos a responsabilidade desse congresso e estamos empenhados em oferecer uma melhor estrutura", destacou.

Estiveram presentes também à reunião o presidente da Associação Baiana da Indústria de Hotéis (ABIH), Ernani Petinatti, e o presidente do Conselho Baiano de Turismo, Sílvio Pessoa.