De Lisboa, após três dias de viagem para a França e Portugal, o governador Jaques Wagner gravou o programa de rádio Conversa com o Governador, produzido pela Assessoria Geral de Comunicação do Governo do Estado, explicando os motivos que o levaram à Europa. A viagem à França começou com uma visita ao Salão du Chocolate. “É um evento extremamente importante para o mundo daqueles que produzem do cacau ao chocolate”, avaliou Wagner. Segundo ele, o Salão reúne representações do mundo inteiro e, dessa vez, o Governo da Bahia esteve presente ao lado do governo federal, Ministério da Agricultura e da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac).

Wagner diz que o resultado da ida de representantes do Governo do Estado ao Salão foi extremamente positivo e que os produtores da região de Ilhéus marcaram presença, levando produtos de altíssima qualidade que foram extremamente bem recebidos pelo público do Salão du Chocolate. “A minha presença, evidentemente, sempre valoriza o evento, porque os investidores estrangeiros percebem a determinação e interesse do próprio Governo em ampliar o negócio do cacau e do chocolate na Bahia e no Brasil”, afirmou. Segundo ele, o objetivo, para o futuro, é a verticalização e a valorização do cacau na Bahia.

“O que eu quero é que a gente pare de vender apenas amêndoa de cacau e realmente possa vender o chocolate, agregando valor ao produto e, evidentemente, gerando emprego dentro dessa cadeia”, comentou. Segundo Wagner, com isso, fica mais dinheiro na Bahia. Wagner disse ainda que está tentando negociar a vinda, para a Bahia, do Salão du Chocolate em 2011, como parte das comemorações do centenário de Jorge Amado. “Nosso escritor maior sempre escreveu muito sobre a região, sobre o cacau e, portanto, eu creio que seria uma bela homenagem pela primeira vez o Salão du Chocolate no Brasil, na América Latina, em Salvador, na Bahia”.

A produção de vinhos na Bahia, principalmente os espumantes, foi objeto da viagem do governador ao Nordeste da França. “Eles estão muito bem organizados na forma de cooperativa e eu creio que, cada vez, mais os produtores baianos e brasileiros também têm que explorar essa forma de organização”, afirmou.

Wagner lembra que já existem cooperativas de sucesso estado e no Brasil, mas é preciso ampliar a força da produção rural com vários produtores. “Essa cooperativa que eu vim visitar é produtora de uva, de champanhe e de vinho. Assinamos inclusive um convênio diretamente com eles, de tal forma que eles possam qualificar mais ainda os nossos produtores e, portanto ir melhorando”, afirmou.

O programa Conversa com o Governador é produzido pela Assessoria Geral de Comunicação Social do Governo da Bahia (Agecom) e disponibilizado na página www.comunicacao.ba.gov.br/conversa e no telefone gratuito 0800-071-7328, além de ser reproduzido pela rádio Educadora FM 107,5 Mhz e outros veículos de comunicação.