A equipe das Voluntárias Sociais da Bahia proporcionou, nesta terça-feira (13), a 100 crianças de 7 a 12 anos, de várias instituições comunitárias de Salvador, uma manhã de lazer e aprendizado no Zoológico de Salvador, por meio do programa Sou Criança Sou Feliz, desenvolvido pela instituição.

Elas tiveram contato com os animais e participaram da Terça Cívica, ação realizada pelo setor de Educação Ambiental do parque para fortalecer o civismo e resgatar valores em relação à pátria. Também cantaram os hinos da Bahia e do Brasil, assistiram o hasteamento das bandeiras e apreciarem o coral da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM). “Esta ação é uma forma de mostrar que lugar de criança é na escola e na brincadeira. Precisamos acabar de vez com a exploração infantil”, afirmou a presidente das Voluntárias Sociais, Fátima Mendonça.

De acordo com o secretário do Meio Ambiente, Juliano Matos, o Zoológico de Salvador é um espaço de referência, com um perfil que garante o lazer e a contemplação aos animais e ações que valorizam a Educação Ambiental. “Hoje, programas e atividades do Zoo transmitem fundamentos do meio ambiente, para que as crianças se sintam responsáveis pela preservação da fauna e da flora brasileiras”.

Daniele Francis Aparecida, 9 anos, é da Associação Mensageira do Amor Cristão, do Alto de Ondina. Pela primeira vez no parque e de maneira animada, ela disse que viu “de perto muitos animais que não conhecia. A onça é o animal que mais gosto. Assisti a um filme em que a onça salvou um ratinho, gosto dela por isso”.

As Voluntárias Sociais sempre desenvolvem ações de assistência social com diversas comunidades dos bairros de Salvador. “Essa é uma oportunidade das crianças de instituições de quatro comunidades distintas conhecerem o zoológico. Estamos oferecendo ainda um momento de lazer e, principalmente, noções de Educação Ambiental”, disse Fátima.

Acompanhada pela equipe de Educação Ambiental do parque, as crianças conheceram as espécies e aprenderam sobre elas. Tatiana Rocha, 12 anos, da Associação Cultural e Religiosa São Salvador Ilê Axé Oxumare, revelou que já esteve algumas vezes no Zoo, mas ressaltou a diferença desta vez. “Foi legal porque a moça explicou sobre os animais. Eu vi duas tartarugas iguais, mas que são de espécies diferentes”.

Instituições presentes

Clube de Mães e Creche Escola Comunitária Mundo Infantil, Associação Cultural e Religiosa São Salvador Ilê Axé Oxumare, Conselho de Moradores do Alto do Cruzeiro Bairro de Cosme de Farias, Projeto Camaradinha e Associação Mensageiro do Amor Cristão.