As ações integradas das polícias Civil e Militar na região da Chapada Diamantina resultaram na prisão de Sebastião Souza Lima, o ‘Tião’, de 21 anos, acusado de integrar a quadrilha que na manhã de quinta-feira (5) assaltou a agência do Banco do Brasil da cidade de Utinga, a 396 quilômetros de Salvador.

Durante a operação, os policiais apreenderam duas armas de fogo – uma escopeta calibre 12 e um revólver tomado do vigilante do estabelecimento bancário – e recuperou R$ 192 mil dos R$ 224 mil roubados do banco. O assalto aconteceu por volta das 9h, quando os bandidos, usando máscaras e portando armas de grosso calibre, inclusive submetralhadora, invadiram o banco e renderam funcionários e clientes.

Depois de saquear a agência, o grupo fugiu em dois carros, o Bora azul, placa MYH-6969, e o Corsa, preto, placa JRJ-6934, tomado de um cliente -, levando como reféns o subgerente e o vigilante, mas antes assaltou também uma casa lotérica localizada em frente ao banco. Perseguidos pela Polícia, os ladrões libertaram os reféns na saída da cidade e mais adiante abandonaram os dois veículos, continuando a fuga no caminhão F-4000, placa JRB-5461, carregado com caixotes de madeira, tentando se passar por lavradores.

Malotes

O grupo tentou escapar por uma rodovia estadual que liga as cidades de Utinga e Vagner, mas foram surpreendidos em Tanquinho, onde houve um confronto, obrigando os bandidos a abandonarem o caminhão. No veículo, os policiais encontraram dois malotes com o dinheiro, quatro ‘cash’ de caixa eletrônico, duas armas de fogo municiadas e um carregador de submetralhadora. As diligências continuam em toda região para prender os demais integrantes da quadrilha, contando com o apoio de policiais da 12ª Coordenadoria Regional de Polícia (Itaberaba) e da Companhia da Polícia Militar de Lençóis.

Segundo informações da delegada Isabel Martins, titular da Delegacia de Vagner, essa mesma quadrilha é responsável pelo assalto à agência do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) da cidade de Andaraí, ocorrido no dia 5 de janeiro deste ano, de onde foram roubados mais de R$ 6000 mil. Sebastião Lima foi autuado em flagrante por roubo qualificado, formação de quadrilha e porte ilegal de arma.