LOCAL: Estádio Metropolitano Roberto Santos, no bairro de Pituaçu, em Salvador.
DATA: 06.02.09 (sexta-feira)
HORÁRIO: 9h

O QUE É: Recepção da delegação do comitê organizador da Copa do Mundo 2014 pelas autoridades estaduais e municipais.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS: 

RECEPÇÃO: O governador Jaques Wagner recebe a comitiva da Confederação Brasileira de Futebol (CBF)/Fifa e logo depois, será iniciada a reunião de apresentação do projeto técnico do Estádio da Fonte Nova. Participarão desta reunião os representantes da empresa ligada ao projeto arquitetônico da Fonte Nova, um representante do Governo do Estado e outro do município, três integrantes da Fifa, o consultor de estádio da CBF e o presidente da Federação Baiana de Futebol, Ednaldo Rodrigues. Por decisão da Fifa, não será permitida a cobertura da reunião. Às 10h, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, fará um pronunciamento para imprensa local. 

COPA DO MUNDO: A Copa do Mundo é um dos maiores eventos midiáticos mundiais. Em países e cidades subsedes, o evento proporciona uma maior visibilidade para o local, além de resultar no incremento do turismo, melhoria da infraestrutura urbana permanente (transporte, saúde e energia), geração de trabalho e renda na execução das obras durante a copa, potencialização de novos investimentos na cidade e elevação da auto-estima da população. A Fifa anunciará no mês de março, em Zurique, na Suíça, o nome das 12 cidades brasileiras que sediarão os jogos da Copa de 2014.

AÇÕES: Determinado a garantir que Salvador seja uma das 12 cidades escolhidas pela Fifa para sediar jogos da copa, o Governo do Estado tem desenvolvido diversas iniciativas. Com isso, a Bahia avança na aquisição de um equipamento esportivo de porte internacional, demonstrando sua preparação para realizar qualquer competição e outros grandes eventos esportivos. Segue abaixo a cronologia das ações:

Em dezembro e março de 2007, o governo adotou como primeira medida a constituição de um Grupo de Trabalho Executivo (GTE), formado por secretários de estado e do município de Salvador, sob a coordenação do chefe de Gabinete do Governador, Fernando Schmidt.

Em abril de 2008, o governo instalou, por meio da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), um Procedimento Administrativo de Manifestação de Interesse, autorizando empresas a formularem estudos preliminares para uma nova concepção de uso para o Estádio Otávio Mangabeira (Fonte Nova).

Em setembro, seis empresas de consultoria ofereceram, sem ônus para o estado, propostas para o estádio da Fonte Nova. Em outubro, a comitiva da Associação Brasileira de Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib) fez uma visita técnica a cidade, oportunidade em que teve conhecimento de todos os planos de investimento voltados para serviços e obras de infraestrutura nas áreas de saneamento básico, energia, rede hoteleira, rede hospitalar, transporte, segurança, turismo, telecomunicação, dentre outros.

Em dezembro último, a Bahia marcou presença no Footecon-2008/Football, no Rio de Janeiro. O evento reuniu os principais segmentos nacional e internacional de negócios esportivos.

No dia 15 de janeiro, cumprindo mais uma etapa do cronograma estipulado pela Fifa, o Governo da Bahia entregou, à CBF, no Rio de Janeiro, o Projeto Básico de Arquitetura e Engenharia do Estádio; documento com as Garantias Complementares do Estado e do Município do Salvador; e Declaração de Potenciais Investidores.

NOVA FONTE NOVA: O projeto conceitual desenvolvido pela Setepla Tecnometal Engenharia Ltda. foi aprovado pelo GTE. No mês de setembro, em reunião no Rio de Janeiro com a CBF/Comitê da Copa, o Governo da Bahia apresentou o projeto da nova Fonte Nova como sendo a arena definida para abrigar os jogos do mundial. A reforma do estádio prevê as seguintes obras: projeto de novos vestiários; reformulação das arquibancadas com inclusão da cobertura; nova drenagem do campo (com captação de águas pluviais para reuso); modernização dos camarotes e da área de imprensa; ampliação e melhoria das áreas de serviço (banheiros, áreas de alimentação e estacionamentos); nível superior que comportará 47 camarotes padrão (60 m²), salão business, salão multifuncional, museu do futebol; atendimento a todas as exigências da Fifa; possibilidade da ampliação da capacidade de 55.129 lugares para 60.339, com instalação de arquibancadas desmontáveis na abertura da ferradura; e instalação de 47 camarotes com 1.330 assentos.

ESCOLHA: Por que escolher Salvador como subsede da Copa do mundo? A resposta pode ser encontrada nas suas belezas naturais, infraestrutura turística e na alegria de um povo hospitaleiro, tipicamente baiano, que sabe receber bem pessoas do mundo inteiro. O primeiro destino turístico do Norte/Nordeste e terceiro do país, realiza o maior carnaval de rua do mundo, reunindo mais de 2 milhões de pessoas. A terra da felicidade, como é conhecida mundialmente, possui um dos mais bem localizados portos do Brasil, com capacidade para ancorar transatlânticos. Entre 2007 e 2008, cerca de 40 navios, com 94 ancoragens, trouxeram para Salvador um total de 110 mil passageiros de várias nacionalidades. O aeroporto da cidade chega a realizar 240 operações por dia, entre pousos e decolagens, num total de 16,5 mil passageiros. Além disso, tem uma das maiores redes hoteleiras do Nordeste, possuindo um total de 24.898 leitos. Até 2014, há previsão de mais 4.218 novos leitos, podendo ainda ter sua capacidade de hospitalidade reforçada por aluguéis de imóveis por temporada. A mais antiga capital do país tem uma ampla rede hospitalar, com 29 unidades de saúde localizadas apenas no entorno do estádio da Fonte Nova. Além de todos os seus pontos positivos, estrutura e localização, o baiano é um povo apaixonado por futebol. Em campeonatos estaduais e nacionais, muitos foram os recordes de público, no antigo estádio da Fonte Nova. No jogo Bahia X Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro de 1998, 110.438 amantes do futebol estavam presentes. Agora, com a Nova Fonte Nova, a Copa de 2014 é o objetivo principal para manter essa paixão renovada. Copa na Bahia é mais emprego e desenvolvimento para os baianos e muito mais alegria para essa torcida campeã.

OUTRAS AÇÕES: O incentivo à prática de esportes é mais um compromisso do Governo do Estado, que através de ações voltadas para a reforma e construção de quadras e ginásios, entre outras obras, estabelece uma infraestrutura digna para o desenvolvimento das diversas modalidades esportivas, beneficiando torcedores e profissionais da área. Seguem abaixo algumas ações nesta área:

Estádio de Pituaçu: Com a reforma completa, o estádio terá capacidade para receber 32.400 torcedores, e poderá sediar jogos do campeonato baiano e do campeonato brasileiro, além de competições internacionais, uma vez que atende plenamente as exigências do Estatuto do Torcedor, da CBF e da Fifa.

Bolsa Esporte: No final de janeiro, o governador Jaques Wagner sancionou a lei que institui o Programa Estadual para Apoio à Prática do Esporte – Bolsa Esporte. O programa tem como objetivo incentivar os atletas e paratletas residentes na Bahia à prática de esportes olímpicos, paraolímpicos, entre outros, como meio de promoção social, possibilitando um suporte para o treinamento e participação em competições regionais, nacionais e internacionais. A nova lei prevê uma bolsa-auxílio batizada de Bolsa Esporte, estabelecendo um benefício de até R$ 2 mil por mês para atletas e paratletas baianos.

Integração: Por meio de programas locais e em parceria com o Governo Federal, o Governo do Estado, promove a integração social com atividades esportivas. Esses investimentos procuram atrair crianças e adolescentes para práticas saudáveis e de interesse comunitário.

Lazer: Em 2008, seis copas de futebol com caráter social foram realizadas pela Sudesb, beneficiando comunidades com lazer e novas oportunidades de negócios.

Jogos Abertos do Interior: Mais de 5 mil atletas participarão dos jogos. Além disso, 2.300 alunos foram atendidos nas Escolinhas de Esportes nos espaços da Fonte Nova, Centro Social Urbano da Liberdade e Núcleo Esportivo Armando Oliveira.

Convênios: Em 2008, a Sudesb celebrou 43 convênios com 37 prefeituras municipais no valor global de R$ 5,5 milhões para construção, recuperação e reforma de equipamentos esportivos; apoiou 28 ligas e associações de bairros, em projetos de inclusão social, com material esportivo e capacitação técnica; contribuiu com passagens aéreas e terrestres para dezenas de atletas participarem de competições nacionais e internacionais; além de ajudar na promoção de eventos esportivos na capital e no interior, no valor global de R$1,1 mil.

Ginásio de Cajazeiras: Moradores do bairro de Cajazeiras serão beneficiados com as obras do Ginásio de Esportes de Cajazeiras. A nova praça esportiva com dimensões oficiais de 40x20m e capacidade para 2,6 mil pessoas sentadas terá condições de abrigar as principais competições nacionais de modalidades como vôlei, basquete, futsal, handebol, além de disputas de boxes e artes marciais. O projeto prevê tribuna de honra, cadeiras especiais, cabines de rádio (seis) e televisão (duas), vestiários (três), além de cantinas, sanitários e espaço para polícia e bombeiros.

Investimentos na capital: Dentro do propósito de inclusão por meio do esporte, o Governo do Estado, através da Sudesb construirá uma quadra coberta com as dimensões 40x20m no campus da Universidade Estadual da Bahia (Uneb), localizada no bairro do Cabula para atender a comunidade que vive no entorno da instituição acadêmica.

Piscinas: Dos 43 quatro convênios firmados em 2008 com as prefeituras municipais, três foram para construção de piscinas semi-olímpicas nos municípios de Vitória da Conquista, Irecê e Correntina. Uma outra piscina a ser construída, será em Guanambi, e faz parte de um Acordo de Cooperação Técnica com a Uneb para atender os alunos de Educação Física do “campus universitário” e a comunidade em geral.

Quadras: Ainda como parte dos convênios, 34 foram para construção e reforma de quadras poliesportivas, sendo dois para a construção de quadras cobertas, do tipo ginásio, nos municípios de Entre Rios e Correntina. As quadras cobertas (ginásios) têm dimensões oficiais (40x20m) e podem receber jogos das Seleções de Voleibol, Basquetebol, Futsal e Handebol. Já com Maracás, foi celebrado convênio para reforma do ginásio de esportes do município. Outros convênios foram para reforma dos estádios de Lícínio de Almeida, Tancredo Neves e Itamaraju.

Ginásios: Moradores dos municípios de Bom Jesus da Lapa, Ipiaú, Ubaitaba, Ubatã, Itamaraju, Ruy Barbosa e Valença serão beneficiados com a reforma dos ginásios de esportes. Na capital, está sendo recuperado também o Ginásio Antonio Balbino e o Centro Cultural ACM Brasil (no bairro da Liberdade).

Caravana do Lazer: Considerado um dos principais projetos da temporada de 2008, consiste em contribuir com a melhoria da qualidade de vida das pessoas que vivem em municípios com baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH). São duas “vans” que vão percorrer o interior do estado com técnicos da Sudesb desenvolvendo atividades recreativas, com lastro na educação, integração social e no bem-estar das populações. Em cada localidade será realizado um curso de formação de Agentes de Esporte Educacional e Lazer e as crianças do município ganham um “dia especial de diversão” com brinquedos e jogos recreativos.

Escolinha de Esportes: Com mais de 25 anos de existência, a escolinha já atendeu aproximadamente a 120 mil pessoas, entre crianças e adolescentes de 7 a 17 anos, adultos, idosos e portadores de necessidades especiais.

Futebol Amador: As Copas de Futebol Amador Sub-17 (seis no total) tiveram um caráter social bem definido, procurando agregar ações do tipo: primeiro emprego; oportunidades de trabalho; valorização do mercado informal; otimização dos pequenos negócios, entre outros aspectos sociais e econômicos.

Vôlei: O projeto Vôlei de Praia, em Armação, envolveu 250 crianças e adolescentes de Salvador entre 12 a 17 anos. 

Esporte & Lazer de Todos Nós: O programa continua movimentando mais de mil alunos no Nordeste de Amaralina com aulas de futebol, voleibol, karatê, jiu-jtsu, boxe, capoeira, ballet, surfe e natação na praia (crianças e jovens); ginástica, tai chi chuan e dança de salão (adultos e idosos). Na península itapagipana, um projeto semelhante beneficiará mais de 1.500 crianças e adolescentes dos bairros da Ribeira e de Itapagipe oferecendo aulas de taekwondo; futebol; remo; capoeira; basquete de rua e biodança.

VIII Jogos Indígenas Pataxó: Os jogos na aldeia Coroa Vermelha, em Porto Seguro, contaram pela primeira vez com o apoio do Governo do Estado. Na Praça do Cruzeiro, disputas de corrida a pé, natação, cabo de guerra, canoagem, futebol, entre outras, foram assistidas por turistas nacionais e do exterior.

Olimpíadas Escolares: Destinado a atletas de 15 a 17 anos, as olimpíadas foram realizadas em João Pessoa, onde a Bahia conquistou 10 medalhas, sendo nove pelo feminino, seis delas na natação e três no judô. As baianas Aline Guimarães e Moyra Wanderley, pelas suas performances, participaram em dezembro da seleção brasileira, que disputou o Sul-Americano Estudantil, no Uruguai. Já a baiana Íngara Schindler, foi pré-convocada para a Seleção Brasileira de Handebol.

Educação de Excelência Esportiva e Lazer: O projeto teve como agentes educadores, os atletas Everton Lopes, Pedro Lima e Rogério Nogueira (boxe) e Ronaldo Santos (natação) e marcou presença nas escolas da rede pública. Como “embaixadores do esporte”, eles falaram de suas carreiras e das dificuldades que tiveram para vencer na vida.

Programas: Dois programas: um de Valorização Profissional e Melhoria do Bem-Estar do Servidores (Probem); e outro de Desenvolvimento de Gestão (PDG) estão em andamento paralelamente e buscam aprimorar a autarquia para os novos tempos. Já o programa Dimensão Social do Esporte e Lazer, trabalha, através de clínicas, na formação de técnicos de arbitragem de Voleibol, Basquetebol e Futebol no interior do Estado.