Parcerias, aquisição de conteúdo, novos estúdios, reforço na equipe de jornalismo e uma cobertura ao vivo, que ficará acima das 60 horas de transmissão inicialmente planejadas.

Esse é o pacote de ações da Operação Nosso Carnaval 2009, que vai se traduzir em mais de 100 horas de programação temática para os espectadores de todo o estado e, via internet (www.carnaval.ba.gov.br), para todo o planeta. É, talvez, a maior iniciativa, em termos de volume de conteúdo a ser transmitido, já empreendida por uma emissora de TV para dar conta da grande festa.

A primeira iniciativa do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb) nessa operação foi a cobertura especial do calendário de festas populares, a exemplo da Lavagem do Bonfim, Festa de Iemanjá e Lavagem de Itapuã, e dos grandes eventos pré-carnavalescos de entidades como o Olodum (Femadum) e o Ilê Aiyê (Beleza Negra).

Acordos de parceria assinados com outros veículos de comunicação, órgãos públicos e com o terceiro setor propõem a transversalidade como dimensão estratégica de um conceito de cobertura e programação que se pretende plural e, de fato, capaz de mobilizar o espectador não apenas como cliente, mas também enquanto cidadão.

“A demanda é por um grande pool de comunicação. Nem sempre tivemos o espaço, porque as outras emissoras estão amarradas a compromissos de grade com as grandes redes, mas temos a responsabilidade e o desejo de melhorar a cobertura de uma festa de repercussão forte inclusive na economia”, afirmou o diretor-geral do Irdeb, Pola Ribeiro, durante a assinatura do termo de parceria com o Grupo A Tarde, que prevê, entre outros itens, fornecimento de imagens da TVE Bahia, em tempo real, para a página virtual do periódico.

Audiência

“Foi altamente positivo no ano passado”, comentou Edivaldo Boaventura, diretor-geral de A Tarde. “É extremamente importante para os conteúdos da TVE circular no nosso portal, que aumenta sua audiência com a boa programação do Irdeb.”

Para Nei Bandeira, diretor da TV Aratu, o acordo fechado na sexta-feira (13), entre a emissora e a TV pública da Bahia, pode ser “um embrião para crescermos mais”. Bandeira foi categórico quanto às expectativas para 2010. “Tenho certeza que poderemos contar com outras emissoras e fazer uma cobertura maior ainda.”

O acordo com a Aratu foi assinado na abertura de mais uma edição do Projeto Se É Bom a Gente Toca, na Praça Teresa Batista, que, este mês, foi dedicado ao programa Tambores da Liberdade, veiculado aos sábados pela Educadora FM 107.5.

A festa contou com cortejo do Afoxé Filhos de Gandhy, desfile de moda afro e shows da banda Afro Bata, Márcia Short, Tonho Matéria, Gerônimo, Ilê Aiyê e convidados, além de recital poético com Marcos Geluwar, Hamilton Borges e Jocélia Fonseca.

Pelô em foco

A exemplo do Carnaval sem Fome, com quem o instituto colabora pelo terceiro ano consecutivo, a organização não-governamental Ação Pela Cidadania é a mais nova parceira. Com o suporte da Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes) e apoio do Irdeb/Secult, a ONG capacitou 30 jovens de 16 a 24 anos para a produção audiovisual.

O resultado já está no ar e poderá ser conferido diariamente na programação da TVE, em dois horários, até o final do mês. Trata-se do programete Alô Pelô, sempre às 12h15 e às 19h, com entrevistas, reportagens e outros flashes do Centro Histórico produzidos pela garotada que conhece como ninguém a região.

“Aprender a trabalhar com televisão ajuda meu desenvolvimento pessoal e profissional. A tevê é um universo interessante por ser diferente de tudo que já vi”, declara Cristiana Fernandes, 16 anos, que mora no bairro do Castelo Branco, estuda no Pelourinho e integra o time da Ação Pela Cidadania.

O Alô Pelô se soma aos musicais, documentários e outras atrações que a TVE Bahia adquiriu, licitou ou produziu para consolidar a marca Nosso Carnaval rumo às cem horas de programação dedicadas especialmente à folia de momo.

A emissora mobilizou toda a sua equipe de jornalismo, além de contratar o músico Arygil, o ator Psit Mota e as jornalistas Liliane Reis e Luzia Santhana para garantir o diferencial de sua cobertura. No total, serão mais de 300 profissionais em atividade – nas ruas e nos estúdios do Campo Grande, Barra e Federação – durante as transmissões, incluindo o jornalista Oscar Paris, colunista de A Tarde, que volta à TVE exclusivamente para o período carnavalesco.