Pela segunda vez consecutiva, a parceria entre o Juizado da Infância e Juventude e a Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate a Pobreza (Sedes) proporcionará uma sede especial para o acolhimento de crianças desaparecidas durante o Carnaval.

Elas serão encaminhadas pelo Juizado para um espaço da Sedes, que é preparado para atender até 80 crianças de zero a 12 anos. A Sedes organiza toda a infraestrutura e disponibiliza uma equipe multidisciplinar capacitada para dar um acolhimento diferenciado, além de desenvolver várias atividades sócio-educativas e de lazer.

Os pais que tiverem seus filhos desaparecidos deverão procurar a Vara da Infância e Juventude, que tomará as medidas cabíveis.