Além de atuar durante todo o Carnaval na capital baiana, o Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) realizou blitze e campanhas educativas também em municípios do Extremo Sul do Estado. Em Ilhéus, Itamaraju e Porto Seguro, as Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans) colocaram todo o efetivo nas ruas para garantir a tranqüilidade e paz no trânsito.

Desde a última sexta-feira (20), a 12ª Ciretran, localizada em Itamaraju, vinha fazendo um trabalho intensivo nos municípios de Alcobaça, Prado, Caravelas, Itamaraju e Nova Viçosa. A operação contou com o apoio de prepostos da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Estadual que desenvolveram uma fiscalização ostensiva no local. Para a coordenadora da Ciretran, Marília de Almeida, a receptividade foi surpreendente por parte dos turistas e da própria comunidade que sugeriram a transformação da “Campanha Sou Baiano Vivo, quando Bebo não dirijo” em projeto de fiscalização anual.

No município não houve registros de condutores flagrados dirigindo sob efeito de álcool. Resultado comemorado pelo diretor geral do DETRAN-BA, Adriano Romariz. “Isso mostra que a nossa Campanha influenciou na decisão dos motoristas. Nunca houve em Itamaraju uma operação como esta”, disse.

A folia também foi tranqüila em Porto Seguro. Segundo Major Torres, coordenador da Regional de Trânsito (Retran), a Lei Seca não precisou agir, pelo menos até a madrugada da Quarta-feira de Cinzas, já que o Carna Porto prossegue até o próximo dia 28. As ações educativas, que foram realizadas em praias e no circuito da festa, também foram bem recebidas pelos foliões.

Já em Ilhéus, a situação foi um pouco diferente. Seis motoristas foram flagradas no teste do bafômetro, numa operação realizada em parceria com a PM e a Secretaria de Trânsito (Setran). A fiscalização foi ostensiva no local e os condutores foram multados. Para o coordenador da 13ª Ciretran Ronald Rocha, apesar das autuações, o Carnaval foi pacífico e o público recebeu com muito entusiasmo as ações educativas que abordaram uma média de 1.200 condutores.

Para Romariz, o resultado da atuação do DETRAN-BA em todo o Estado não poderia ser outro. “O nosso objetivo é alertar os motoristas de que não vamos tolerar atitudes infracionais. Por isso, montamos em locais estratégicos da folia, barreiras móveis para garantir a tranqüilidade de todos. Estou muito satisfeito com o resultado do nosso trabalho”, contou.