LOCAL: Auditório Xangô, Centro de Convenções.
DATA: 19.06.08 (quinta-feira)
HORÁRIO: 14h30



O QUE É: Lançamento da etapa 2008 do Programa de Fortalecimento da Atividade Empresarial (Progredir). Na oportunidade, haverá a assinatura da ordem para a contratação dos Projetos Estruturantes dos Arranjos Produtivos Locais (APL) de Tecnologia da Informação (TI) e de Confecções.


INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

1. PROGREDIR

Programa: Voltado para micro, pequenas e médias empresas de diversos segmentos produtivos, organizadas no formato de Arranjos Produtivos Locais (APL), visa ampliar a competitividade empresarial a partir da cooperação. O Progredir vem contribuindo para identificar novos mecanismos de intervenção pública que aumentem a eficiência coletiva nos aglomerados. São beneficiários da iniciativa onze arranjos:

•Tecnologia da Informação (Região Metropolitana do Salvador – RMS);
•Transformação Plástica (RMS);
•Confecções (RMS e Feira de Santana);
•Fruticultura (Juazeiro e Vale do São Francisco);
•Cadeia de Fornecedores Automotivo (RMS, Feira de Santana e Recôncavo);
•Turismo (Zona do Cacau);
•Piscicultura (Paulo Afonso);
•Derivados da Cana-de-Açúcar (Chapada Diamantina);
•Caprinovinocultura (Senhor do Bonfim e Juazeiro);
•Rochas Ornamentais (Ourolândia, Jacobina e Lauro de Freitas);
•Sisal (Serrinha, Valente, Conceição do Coité e Santa Luz, além de outros municípios da região sisaleira do estado).

Investimento: Um aporte de US$ 16,6 milhões, ao longo de 30 meses. Os recursos são oriundos de fontes próprias do Estado e de parceiros (40%), o restante (60%), obtido por meio de empréstimo junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).


Coordenação: É feita pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e a execução é uma parceria entre o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL-BA).

2. PROJETOS ESTRUTURANTES DOS APLs

Investimento: No Projeto Estruturante do APL de TI serão investidos inicialmente mais de R$ 2 milhões. Já no APL de Confecções serão aplicados cerca de R$ 2,8 milhões. Dentre outras ações, os recursos vão permitir a qualificação da gestão empresarial em TI e confecções, por meio de um curso superior de formação gerencial, especificamente para empresários das duas áreas, além da instalação, em Salvador e Feira de Santana, de um Centro de Design para atender o setor de confecções.


APLs: São aglomerações de empresas, localizadas em um mesmo território, que apresentam especialização produtiva e mantêm vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si e com outros atores locais, tais como governo, associações empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa.

APL de TI: É integrado por cerca de 90 empresas formalmente constituídas e situadas predominantemente na Região Metropolitana de Salvador e em Feira de Santana. Elas oferecem serviços corporativos que têm como função ajudar as empresas clientes na concepção, design, engenharia, implantação, suporte e operação de sistemas de informação com software e hardware. Esses serviços se baseiam no desenvolvimento, implantação, manutenção de software, hardware e redes de comunicação corporativas. O Projeto Estruturante desse APL objetiva resolver uma das principais deficiências dos empreendimentos de TI, que é a competência gerencial. Isso acontecerá por meio da melhoria na qualificação dos empresários, com a implantação de um curso superior de formação gerencial.


APL de Confecções: É constituído por cerca de 280 empresas formalmente constituídas e situadas predominantemente nos municípios de Salvador (concentradas na rua do Uruguai) e Feira de Santana. O Projeto Estruturante desse APL tem como objetivo promover a competitividade da indústria de bens de moda da Bahia, por meio da inserção de design de moda como agregação de valor de produtos e marcas. Outro foco é a implementação da integração de tecnologia e conhecimento à cadeia de bens de moda na Bahia.