Vinte coletes balísticos da Polícia Militar foram apreendidos hoje à tarde (11), dentro de um barraco na Favela do Forno, bairro Cidade Nova. No local, equipes da Coordenação de Missões Especiais da PM (CME) e Batalhão de Choque, com apoio de agentes da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), localizaram, ainda, uma pistola, uma metralhadora 9 milímetros e um revólver de calibre 38, além de munições, duas máscaras do tipo brucutu e certa quantia em dinheiro. Um assaltante conhecido como Barbicha, trocou tiros com a polícia e acabou morrendo num dos acessos à favela.
O delegado-chefe da Polícia Civil, Joselito Bispo da Silva, contou que a operação policial também resultou na prisão do assaltante Ramon Carlos Santos Plessen, de 22 anos, flagrado com a pistola 9 milímetros. Houve ainda a apreensão de uma adolescente de 15 anos, surpreendida com o revólver de calibre 38, sendo encaminhada para a sede da DAI (Delegacia Para o Adolescente Infrator), no bairro de Brotas.
Conduzido para a DRFR, no Complexo da Baixa do Fiscal, Ramon Plessen foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma pelo delegado titular Antônio Cláudio Pereira Oliveira, que também lavrou o auto de resistência, em razão da troca de tiros entre os policiais militares e o assaltante Barbicha. Ramon ficará custodiado na carceragem da DRFR à disposição da Justiça Criminal.
De acordo com o titular da DRFR, Ramon e Barbicha integravam a quadrilha do traficante e assaltante Romário Ferreira, o Negro Drama, 19, morto na quinta-feira passada, durante um confronto com a polícia, na Cidade Nova.