LOCAL: Município de Feira de Santana, na região Paraguaçu, a 108 quilômetros de Salvador (Av. Eduardo Froes da Mota, s/n, ao lado do Hospital Clériston Andrade).
DATA: 17.06.08 (terça-feira)
HORÁRIO: 10h30

O QUE É: Visita do governador Jaques Wagner e do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, ao município para assinatura de convênio para construção do Hospital da Criança. Na oportunidade, acontece a autorização para a licitação das obras, inauguração de Farmácia Popular do Brasil e assinatura de ordem de serviço para ampliação do sistema de esgotamento sanitário (SES).

INFORMAÇÕES ADICIONAIS:

1. HOSPITAL DA CRIANÇA

Equipamento: Terá estrutura assistencial para procedimentos de alta complexidade, com ênfase em urgência e emergência. Serão 280 leitos, distribuídos em 12.668,00 m², para atender às seguintes especialidades:

• Clínica Pediátrica – 30 leitos;
• Cirurgia Geral – 30;
• Pneumologia -10;
• Neuropedriatria –10;
• Nefrologia – 10;
• Oncologia – 20;
• Oftalmologia – 10;
• Otorrinolaringologia – 10;
• Ortopedia – 30;
• Queimados – 10;
• Cirurgia Plástica – 10;
• Cirurgia Cardíaca – 20;
• Cardiologia Clínica – 10;
• UTI Pediátrica – 30;
• UTI Cardiológica – 10;
• Unidade Semi-intensiva Pediátrica –30.
Objetivo: Reduzir a demanda de atendimentos pediátricos especializados, atualmente concentrada em Salvador. A sua situação geográfica do município favorece uma prestação de serviços mais rápidos e eficientes, especialmente à população da região Centro-Leste.

Investimento: Aproximadamente R$ 28 milhões.

2. FARMÁCIA POPULAR DO BRASIL

Funcionamento: Na Farmácia Popular do Brasil, o usuário além de só adquirir os remédios apresentando a receita médica ou odontológica, da rede pública ou particular, recebe atendimento personalizado e orientações sobre os cuidados com a saúde e o uso correto dos medicamentos. Cada unidade deve contar com a presença de dois farmacêuticos atendendo em tempo integral.

Produtos: Nas unidades são comercializados 98 medicamentos, adquiridos em laboratórios públicos e privados do país, por meio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com preço bem abaixo ao praticado no mercado e com a possibilidade de venda avulsa. Entre eles estão: o Omeprazol (estômago), a R$ 0,23 cada comprimido; a Sinvastatina (colesterol), por R$ 0,38 o comprimido; o Captopril e o Enalapril (pressão), de R$ 0,04 e R$ 0,06, respectivamente, o comprimido.

Programa: A Farmácia Popular do Brasil é uma iniciativa do governo federal que visa ampliar o acesso da população a medicamentos considerados essenciais. Não visa lucros e repassa os medicamentos a preço de custo. Na Bahia, a adesão ao programa viabilizou a implantação de 27 undades no estado, que serão instaladas nas lojas da Cesta do Povo. O investimento total é de quase R$ 1,9 milhão. A implantação de cada farmáci custa, em média, R$ 75 mil e sua manutenção R$ 15,9 mil. Cada uma deve atender cerca de 60 pessoas por dia, gerando um volume de vendas diário de R$ 300.

Balanço: Além da unidade de Feira de Santana, já foram entregues 16 Farmácias Populares no estado, oito na capital e sete no interior.

3. SES

Bacia do Jacuípe: O investimento da União e do Governo do Estado é de aproximadamente R$ 58 milhões e beneficiará cerca de 97 mil habitantes. A obra será executada por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e consistirá na implantação de:

• 136.254 metros de rede coletora;
• 10.218 metros de interceptores;
• 4.164 metros de linha de recalque;
• 4.188 metros de emissário final;
• 5 estações elevatórias;
• 22.495 ligações intradomiciliares.

Bacia do Subaé: Com recursos federal e estadual da ordem de R$ 32,2 milhões, é outra obra do PAC. Mais de 35 mil pessoas serão beneficiadas com a ampliação, que contará com:

• 116.224 metros de rede coletora e interceptores;
• 2.994 metros de linha de recalque;
• 4 estações elevatórias;
• 8.159 ligação intradomiciliares.