O Corpo de Bombeiros está empenhado em combater o mosquito da dengue, participando ativamente da Mobilização dos Servidores Públicos em apoio à Campanha de Combate à Dengue na Bahia. Para isso, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), em parceria com a do município de Salvador, capacitou 205 militares, no Curso de Instrução de Combate ao Vetor da Dengue, para atuar nos bairros como agentes de saúde, identificando focos, tratando depósitos e orientando a população quanto aos mecanismos básicos de prevenção.

Durante 45 dias, as equipes de militares bombeiros visitaram 14.703 imóveis, atenderam 111.174 pessoas, trataram 28.542 depósitos e eliminaram 2.542 focos do Aedes aegypti, Culex e Aedes albopictus.
Para discutir sobre todo o trabalho desenvolvido, a corporação, juntamente com as secretarias, promoverá um seminário interno, onde os participantes possam discutir temas relacionados à dengue e propor novas ações voltadas ao controle do mosquito nos Distritos Sanitários de Salvador.

Estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que de 50 a 100 milhões de pessoas são infectadas no mundo pela dengue e 20 mil morrem em consequência da doença. Segundo explica a diretora de Vigilância Epidemiológica da Sesab, Alcina Andrade, é de fundamental importância o engajamento de todos, principalmente dos militares, para que se possa alcançar resultados positivos no combate à dengue, que hoje se constitui em um dos maiores problemas de saúde pública.

Teatro e concurso

Por uma questão de segurança, os bombeiros realizaram o trabalho de campo usando trajes civis, com a camisa do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). A produtividade de cada militar foi aferida por meio de ficha de controle de freqüência, onde era anotado o número de ações realizadas – imóveis visitados, focos eliminados, depósitos tratados e pessoas atendidas.

O grupo de teatro do Corpo de Bombeiros criou uma peça, com fantoches, utilizando a dengue como tema central. O trabalho foi apresentado, inicialmente, na Escola Municipal Risoleta Neves, no bairro de Saramandaia, e depois levado a várias escolas da rede pública estadual de Salvador e Região Metropolitana.

Complementando a ação teatral, os bombeiros realizaram palestras informando alunos, professores e funcionários sobre a importância de se combater o mosquito da dengue. Além disso, promoveram um concurso sobre o conteúdo das palestras e os vencedores receberam como prêmio, uma visita aos quartéis do Corpo de Bombeiros, onde foram “Bombeiros por um dia”.

Em parceria com a Sesab, os militares fizeram ampla distribuição de folhetos da campanha em eventos realizados pela corporação, a exemplo da Corrida do Fogo, tradicional prova do calendário baiano, onde atletas e espectadores foram informados de como fazer a prevenção da dengue. Na caminhada da Conscientização, em Saramandaia, também foi feita panfletagem com os moradores do bairro.

Um faxinaço aconteceu nos quartéis da corporação em Salvador e na Região Metropolitana e, em paralelo à atividade de limpeza para a eliminação de possíveis focos do mosquito, foram passadas instruções para a tropa quanto às formas de combate ao vetor e identificação dos sintomas da doença.