A Secretaria do Meio Ambiente (Sema) celebrou, nesta segunda-feira (16), convênio com o município de Tancredo Neves, localizado no baixo sul baiano, para a criação de um viveiro florestal. A meta é produzir anualmente cem mil mudas de essências florestais, para o reflorestamento de áreas degradadas, como matas ciliares, e a preservação da vegetação das margens dos rios Piau e Rio do Braço.

Os viveiros produzem as mudas para diversos programas de recomposição de áreas degradadas, além de gerar créditos de carbono, que poderão ser comercializados em várias partes do mundo. “É uma política que já tem uma consistência planetária”, enfatizou o secretário Juliano Matos.

Para o prefeito Josué Paulo, a parceria com a Sema possibilitará ao município estruturar sua política de reflorestamento e o “viveiro ajudar a arborizar e a combater o desmatamento no município”.