De acordo com o Instituto do Meio Ambiente (IMA), antigo CRA, das 24 praias analisadas pelo órgão, apenas quatro foram consideradas impróprias para o banho: Periperi (atrás da estação ferroviária), Penha (atrás da igreja), Pedra Furada (atrás do Hospital Sagrada Família) e Rio Vermelho (em frente à igreja de Santana).

As consideradas próprias são: Bogari, São Tomé de Paripe, Boa Viagem, Roma, Canta Galo, Porto da Barra, Santa Maria, Farol da Barra, Ondina, Rio Vermelho, Amaralina, Pituba, Armação, Boca do Rio, Corsário, Piatã, Placaford, Itapuã, Farol de Itapuã e Stella Maris.

Semanalmente, o órgão ambiental divulga o boletim de balneabilidade das praias de Salvador, com base nos resultados de exames bacteriológicos feitos em amostras colhidas durante cinco semanas consecutivas. A praia é considerada própria quando apresenta, numa média de 80% de amostras, menos de um mil coliformes fecais por 100 mililitros (ml) de água. Esses critérios foram estabelecidos pela portaria 270/2000 do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama).