Preservar a identidade, a memória e o patrimônio cultural do Centro Histórico de Salvador, integrando a comunidade local e desenvolvendo ações de educação ambiental, foi a proposta do Seminário Educação Ambiental e Patrimonial, promovido quarta-feira (4), em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh). O seminário, ministrado por agentes do poder público, buscou colher a opinião da comunidade do Pelourinho e entorno, a fim de elaborar o Programa de Sustentabilidade Ambiental do Centro Antigo de Salvador.

As principais solicitações apresentadas pela comunidade foram referentes à conservação do patrimônio público arquitetônico e à implantação de uma estrutura sanitária mais eficiente para o Centro Antigo. O Centro Antigo de Salvador está compreendido em uma poligonal que vai do Barbalho ao Campo Grande e do Dique do Tororó à Bahia de Todos os Santos, na região do Comércio.