A produção industrial baiana (de transformação e extrativa mineral) apresentou um crescimento de 12,3%, em abril de 2008, em comparação com o mesmo mês do ano de 2007. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal realizada pelo IBGE e divulgada pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan).

De acordo com a pesquisa, a indústria baiana também obteve resultados positivos nos primeiros quatro meses do ano, com um aumento de 5,8%, e no acumulado dos 12 últimos meses, com crescimento industrial de 4%.

O crescimento da indústria baiana, em abril, é maior do que a média do Brasil (10,1%). Em relação aos 13 estados pesquisados, a Bahia foi o quarto colocado, atrás de Minas Gerais (22%), Goiás (15,8%) e São Paulo (14,9%).

Todos os segmentos da indústria de transformação registraram variações positivas no confronto entre o mês de abril de 2007 e de 2008. Os principais destaques foram para as indústrias de refino de petróleo e produção de álcool (23,1%), celulose, papel e produtos de papel (31,3%), produtos químicos (6,4%), alimentos e bebidas (8,5%). O único setor que apresentou decréscimo de produção no período foi a indústria extrativa mineral (3,4%).

No primeiro quadrimestre, comparado com o mesmo período do ano anterior, a indústria de transformação registrou alta de 6,0%. Todos os gêneros registraram variações positivas, sendo o maior crescimento da indústria de celulose, papel e produtos e papel (24,2%).

Nos últimos 12 meses (maio de 2007 a abril de 2008), houve crescimento de 4% na produção industrial, enquanto, nos 12 meses imediatamente anteriores (abril de 2007 a março de 2008), a expansão foi de 2,4%. Todos os setores da indústria de transformação apresentaram crescimento, destacando-se produtos químicos (2,7%), celulose, papel e produtos de papel (9,7%), refino de petróleo e produção de álcool (3,2%) e alimentos e bebidas (4,2%).

(em %)

 Abr08/Abr07Jan-Abr08/Jan-Abr07Maio07-Abr08/Maio06-Abr07
INDÚSTRIA GERAL
Taxa de Crescimento (%)12,35,84,0
Posição no Brasil10ª10ª
INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO
Taxa de Crescimento (%)13,26,04,1
Posição no Brasil10ª

Fonte: IBGE/DPE/Departamento de Indústria
Elaboração: SEI/CAC    

 

Indústria e Principais Gêneros
Bahia – Taxa de Crescimento
Abril – 2008 (em %)

Classes e GênerosNo mês(1)Mensal(2)Acum. do Ano(3)Acum.12 Meses(4)
Indústria geral1,612,35,84,0
Extrativa mineral-0,4-3,41,82,0
Indústria de transformação0,713,26,04,1
Alimentos e bebidas3,28,51,34,2
Celulose, papel e produtos de papel0,831,324,29,7
Refino de petróleo e produção de álcool4,823,15,13,2
Produtos químicos-3,16,42,62,7
Borracha e plástico5,222,711,914,2
Minerais não metálicos7,819,811,010,6
Metalurgia básica-2,42,96,92,7
Veículos automotoresnd.19,26,20,8

Notas: (1) Com ajuste sazonal
(2) Em relação ao mesmo mês do ano anterior
(3) Em relação ao mesmo período do ano anterior.
(4) Em relação aos doze meses anteriores.
nd: Não disponível

 

COMPARATIVO REGIONAL
Taxa de Crescimento da Produção Física Industrial


Resultados Regionais – Brasil, Região Nordeste e Estados Selecionados

Abril – 2008 (em %)

 MensalAcumulado no anoAcumulado 12 meses
BRASIL/NORDESTE/ ESTADOSGeralDe transformaçãoGeral  De transformação  Geral  De transformação
Brasil10,110,47,37,47,07,0
Amazonas2,62,79,39,67,88,1
Pará2,67,36,76,43,10,1
Nordeste9,610,36,87,04,85,0
Bahia12,313,25,86,04,04,1
Ceará6,66,64,94,92,92,9
Pernambuco3,03,011,211,26,56,5
Espírito Santo6,87,77,26,88,78,0
Minas Gerais22,018,616,314,211,08,9
Rio de Janeiro-2,8-4,12,42,82,23,1
São Paulo14,914,910,610,68,48,4
Paraná9,79,710,110,17,07,0
Rio Grande do Sul9,99,94,14,15,45,4
Santa Catarina7,57,56,56,56,86,8
Goiás15,815,611,310,64,64,0

Fonte: IBGE/DPE/Departamento de Indústria
Elaboração: SEI/CAC Elaborado pela Coordenação de Análise Conjuntural, 05/04/2008