Gabriel Carvalho
de Luís Eduardo Magalhães

Os empresários da região Oeste da Bahia ainda comemoram o anúncio da construção da Ferrovia Oeste-Leste, feito pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva no último mês de maio. Segundo o presidente da Associação dos Agricultores e Irrigantes do Oeste (Aiba), Humberto Santa Cruz, a implementação do traçado ferroviário sempre foi o maior desejo dos produtores da região.

Santa Cruz disse, nesta terça-feira (3), na feira de agronegócios Bahia Farm, em Luiz Eduardo Magalhães, que desde o início do ano a região aguardava a autorização para a construção da Oeste-Leste. Segundo ele, empresas como a Companhia Vale do Rio Doce já adquiriram, desde o início do ano, terrenos para a exploração de minério de ferro no oeste baiano.

O presidente da Aiba disse ainda que a meta dos produtores locais é expandir e diversificar a gama de gêneros enviados da região para os mercados nacionais e internacionais. Atualmente, os municípios do entorno de Luiz Eduardo Magalhães e Barreiras produzem em larga escala produtos como soja, milho, algodão e café. “Em breve vamos produzir etanol e carne de frango, suínos e derivados de leite”, assegura Santa Cruz.