A Bahia ultrapassou, em 2007, a meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) proposta pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) do Ministério da Educação (MEC). Dados preliminares, divulgados pelo MEC, revelam que a média obtida pelo estado, da 1ª a 4ª séries, foi de 3,4, quando a meta estipulada era de 2,8. No último Ideb, em 2006, a Bahia conseguiu apenas 2,7 pontos.

O crescimento também foi visível entre estudantes de 5ª a 8ª séries, onde a média foi de 3,0, quando era de 2,8. Além disso, o ensino médio registrou uma média de 3,0, quando a meta era de 2,9. Os números mostram, também, que as notas dos estudantes da rede pública estadual de ensino melhoraram em relação aos anos anteriores. Além do crescimento das taxas de aprovação dos alunos.

A tendência de superação nos resultados educacionais da Bahia, teve início com o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), divulgado em maio deste ano, quando a Bahia ficou na primeira colocação entre os estados do Nordeste, superando a 6ª colocação obtida no ano anterior.

Exames padronizados e fluxo escolar

O Ideb representa um indicador de resultado e tem como proposta a combinação de informações provenientes do desempenho do estudante em exames padronizados e do fluxo escolar.

Para o cálculo o Inep usa a pontuação média dos estudantes na Prova Brasil e no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), aplicadas, respectivamente, na 4ª e 8ª séries do Ensino Fundamental, e na 3ª série do Ensino Médio, e a taxa média de aprovação dos estudantes correspondente às etapas de ensino.

O Ideb foi criado em 2006 e sua primeira amostra divulgada em abril do ano passado, durante o lançamento do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). O índice integra o Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação, que é a conjunção dos esforços da União, estados, Distrito Federal e municípios, atuando em regime de colaboração com a sociedade, visando a melhoria da qualidade da Educação Básica.

Resultado reflete investimento em educação

Para o secretário estadual da Educação, Adeum Sauer, o resultado reflete o investimento da política educacional do estado, que tem como foco a aprendizagem que se dá nas escolas. O secretário destaca, ainda, que os dados positivos são resultados dos esforços da Secretaria, tais como: o investimento da formação inicial e continuada dos professores, integração da escola com a comunidade, além da melhoria da infra-estrutura das unidades escolares. “Os dados apontam que estamos caminhando progressivamente para a qualificação da educação básica do estado da Bahia”.

O secretário reforça a importância da parceria dos municípios para atingir esses resultados. E afirma que o crescimento foi ainda mais significativo levando-se em consideração o tempo curto que as escolas tiveram para a preparação dos alunos. As provas foram aplicadas em novembro, ou seja, o ano letivo não havia sido concluído, mas ainda assim, o crescimento foi verificado.

Para a coordenadora de Avaliação da SEC, Diana Pipolo, a associação das políticas educacionais do estado, unidas aos programas da Secretaria e das ações implementadas pelo governo poderá resultar em ações continuadas para se atingir a qualidade da educação.