A Série TCA 2008 apresenta um dos grandes cantores do jazz contemporâneo, o inglês Bobby McFerrin, neste sábado (21), às 21h, na Sala Principal do TCA. O artista, muito conhecido por sua enorme extensão vocal de quatro oitavas e por sua habilidade de usar a voz para criar efeitos diversos, se apresenta num espetáculo solo composto por improvisações sobre obras musicais de vários períodos e estilos. Estão lá obras como “Blackbird” (Lennon e McCartney), “Smile” (Chaplin) e “Blue Monk” (Thelonius Monk), improvisos sobre óperas, peças de compositores eruditos, além de sucessos de sua autoria, como “Don´t Worry, Be Happy”. Os ingressos (inteira) para esse espetáculo custam R$100,00 (filas A a P), R$80,00 (filas Q a Z) e R$ 60,00 (filas Z1 a Z12).

Artista celebrado

Foram as qualidades vocais e de improvisação que tornaram McFerrin um artista celebrado em todo o mundo, realizando apresentações sempre diferentes umas das outras. Com 14 discos gravados, que incluem clássicos do Jazz e da música erudita, além de outros gêneros, foi com uma canção de autoria própria que McFerrin conseguiu seu maior sucesso: “Don’t Worry, Be Happy”, de 1988, que contribuiu para a conquista do Grammy no mesmo ano. Nascido no Reino Unido, mas radicado em Nova Iorque, o cantor é filho do renomado barítono operístico Robert McFerrin (o primeiro cantor negro de prestígio na ópera). Em sua trajetória Bobby McFerrin trabalhou com instrumentistas fundamentais da história do Jazz, como Chick Corea, Herbie Hancock, Joe Zawinul e Yo Yo Ma.

Além das performances ao vivo, McFerrin criou álbuns em que é o único músico, cantando e simulando instrumentos. É também capaz de entoar canto difônico – prática muito comum em países asiáticos como Tuva – em que o cantor enfatiza harmônicos da nota fundamental da voz, produzindo intervalos harmônicos e acordes a partir de uma só voz. McFerrin ganhou o prêmio Grammy de melhor performance vocal masculina de jazz por "Another Night in Tunisia" (1985), "Round Midnight" (1986), "What is this thing called Love" (1987), "Brothers" (1988), melhor arranjo vocal para duas ou mais vozes por "Another Night in Tunisia" (1985), melhor gravação para crianças, por "The Elephant´s Child" (1987), e música do ano, melhor performance vocal pop masculina e disco do ano, por "Don´t Worry, be happy" (1988).

Série TCA

Já na sua décima terceira edição, a Série TCA é um dos principais projetos do Teatro Castro Alves, que coloca Salvador e a Bahia no circuito internacional dos grandes espetáculos. Além dos ingressos vendidos normalmente para o público, a Série tem como diferencial o sistema de assinaturas, que oferece pacotes para os espetáculos, vendidos antes do início de cada temporada e com atendimento personalizado. A assinatura dá direito a 10% de desconto sobre o valor normal do ingresso, no caso de novos assinantes, e 20% para renovação (idosos e estudantes têm direito a meia-entrada); escolha antecipada da poltrona; preferência na renovação anual; pagamento à vista ou em quatro vezes no cartão de crédito Visa, cheque ou dinheiro; e recebimento dos ingressos em domicílio. Mais informações pelos telefones (71) 3339-8017/ 8072 e no site www.tca.ba.gov.br/serietca2008.