A Empresa Baiana de Alimentos (Ebal), que administra a rede de lojas da Cesta do Povo é a oitava colocada no Ranking Norte/Nordeste 2008 da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Na Bahia, a rede é a primeira colocada.

A pesquisa busca informações sobre faturamento, dados físicos, formatos de loja, meios de pagamento, participação das diversas seções nas vendas totais, investimentos, entre outros. O panorama do setor traçado no Ranking Abras é o mais importante termômetro para o governo e a sociedade avaliarem a amplitude e a força do segmento.

A redução em percentuais de 85,9% no prejuízo da empresa (de R$ 305 milhões para R$ 43 milhões), quando comparado aos exercícios de dez 2006 e abril de 2008, e o faturamento de R$ 277 milhões, em um ano de operação, trazem animadoras perspectivas. O Presidente da Ebal, Reub celestino, ressalta que a produtividade na empresa aumentou em quase 60%. “Os seus resultados financeiros e técnicos são impressionantes. Desde novembro trabalhamos no azul”, comemora.

Hoje, a Ebal administra 272 lojas da Cesta do Povo (56 só em Salvador e Região Metropolitana) e está presente em 219 municípios baianos. A rede comercializa 1500 itens e tem 80% da sua dívida com fornecedores já negociada.

A melhoria da produtividade na Ebal é refletida, ainda, em outros fatores, como a redução do custo das mercadorias em 4%, bem como no aumento do capital de giro, em R$ 8 milhões. As despesas operacionais também tiveram uma redução da ordem de 31%. Levando em consideração o resultado até março de 2008, a Ebal teve uma redução em percentual de 85,9% no prejuízo da empresa, saindo de R$ 305 milhões para R$ 43 milhões.