A produção associada ao turismo e a criação de Arranjos Produtivos Locais (APLs) na zonas turísticas, com a intenção de inserir economicamente a população das regiões onde se desenvolve o turismo. Estes são alguns dos temas da 18ª reunião do Fórum Estadual de Turismo, que acontece nesta sexta-feira (18) no salão Oxalá do Centro de Convenções da Bahia, das 9 às 18h.

Segundo o secretário do Turismo, Domingos Leonelli, atualmente existe uma realidade desfavorável economicamente nas zonas turísticas, com a criação de verdadeiros enclaves hoteleiros dissociados da economia local. “Como os hotéis importam quase tudo, a intenção é motivar o consumo da produção da região, incrementando a criação de emprego e renda”, afirma.

Enfocando o tema, o secretário da Ciências, Tecnologia e Inovação, Ildes Ferreira, vai falar sobre o Programa de Apoio à Atividade Empresarial. Também constam na pauta do encontro, informes sobre o Salão Brasileiro de Turismo, o São João 2008 e o Seminário de Turismo Rural, eventos que estão sendo trabalhados pela Setur e a Bahiatursa.

O Fórum, um modo de gestão participativa que reúne representações de vários segmentos da comunidade, conta com a participação de cerca de 100 representantes dos Conselhos e Câmaras de Turismo das 11 zonas turísticas da Bahia. É formado por membros indicados, representações dos governos federal, estadual, municipal, da comunidade acadêmica, do setor privado e do terceiro setor, de acordo com metodologia do Ministério do Turismo. Todos os projetos que pleiteiam recursos do MTur precisam ter a chancela do Fórum.