Para saber mais a respeito da implantação do Projeto Ouvidor SUS, que terá a Bahia como piloto, o ouvidor da Secretaria da Saúde de Pernambuco, Jadiael Alexandre, esteve na manhã de hoje (15), na Sesab. O técnico todas as informações sobre o Projeto Ouvidor SUS que começa a funcionar em julho. Jadiael Alexandre explicou que existem algumas diferenças entre os serviços de ouvidoria dos dois estados. “Em Pernambuco, diferentemente do que acontece na Bahia, funcionamos separados do Disque Saúde e temos uma média de 40 atendimentos diários”, afirmou o ouvidor.

Na Bahia, a média mensal de atendimentos fica acima de 600. Hoje, todos os estados brasileiros têm as ouvidorias atuando com o nível 2 do projeto, mas a Bahia, em julho, vai atuar com o nível 1, que é muito mais eficaz pois terá call center e disponibilizará um relatório específico da demanda com dados mais detalhados e fidedignos.

Um dos pontos que mais interessou ao ouvidor Jadiael Alexandre foi como se processa a troca de informações da Ouvidoria da Sesab com a Ouvidoria Geral do Estado. A Ouvidoria Sesab/SUS é um instrumento de comunicação ágil e democrático, que tem por finalidade assegurar ao cidadão e aos servidores da saúde, o direito e a oportunidade de participar da gestão pública através de sugestões, reclamações, denúncias, solicitações e elogios.