LOCAL: Município de Camaçari (Rua Tupinambá, n° 43, Centro), na região Metropolitana, a 41 quilômetros de Salvador.
DATA: 25.04.08 (sexta-feira)
HORÁRIO: 11h30



O QUE É: Inauguração da Farmácia Popular e entrega de três ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192).


1. FARMÁCIA POPULAR

Funcionamento: Na Farmácia Popular do Brasil, o usuário além de só adquirir os remédios apresentando a receita médica ou odontológica, da rede pública ou particular, recebe atendimento personalizado e orientações sobre os cuidados com a saúde e o uso correto dos medicamentos. Cada unidade deve contar com a presença de dois farmacêuticos atendendo em tempo integral.


Produtos: Nas unidades são comercializados 98 medicamentos, adquiridos em laboratórios públicos e privados do país, por meio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), com preço bem abaixo ao praticado no mercado e com a possibilidade de venda avulsa. Entre eles estão: o Omeprazol (estômago), a R$ 0,23 cada comprimido; a Sinvastatina (colesterol), por R$ 0,38 o comprimido; o Captopril e o Enalapril (pressão), de R$ 0,04 e R$ 0,06, respectivamente, o comprimido.


Programa: A Farmácia Popular do Brasil é uma iniciativa do governo federal que visa ampliar o acesso da população a medicamentos considerados essenciais. Não visa lucros e repassa os medicamentos a preço de custo. Na Bahia, a adesão ao programa viabilizou a implantação de 27 Farmácias Populares no estado, que serão instaladas nas lojas da Cesta do Povo. O investimento total é de quase R$ 1,9 milhão. A implantação de cada unidade custa, em média, R$ 75 mil e sua manutenção R$ 15,9 mil. Cada farmácia deve atender cerca de 60 pessoas por dia, gerando um volume de vendas diário de R$ 300.

Balanço: Além da unidade de Camaçari, no mesmo dia serão entregues outras duas nos municípios de Santo Antônio de Jesus e Amargosa, totalizando 13 Farmácias Populares no estado, sendo oito na capital e cinco no interior.

2. SAMU

Unidades: São de Suporte Básico (USB), Suporte Avançado (USA) e de Reserva Técnica e ampliarão o serviço da Regional de Camaçari, que atende, além desse município, Mata de São João, São Sebastião do Passé, Pojuca, Dias D’Ávila, Conde e Itanagra. As duas primeira cidades já receberam ambulâncias e, em breve, as outras também contarão com o reforço, com exceção da última, que necessitando do serviço terá a disposição as unidades dos municípios vizinhos.

USB: É equipada com suporte de soro, rede de oxigênio, aspirador, tensiômetro, glicosímetro, maleta de parto, pranchas curta e longa, talas para imobilização, colar cervical, colete imobilizador, bandagem e medicações. A equipe é formada por um técnico em enfermagem e um condutor.

USA: É dotada com estrutura semelhante à de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) contendo, além de todos os equipamentos das USB, respirador, monitor cardíaco e desfibrilador, oxímetro de pulso, bomba de infusão, material para acesso venoso e entubação. A equipe é composta por um médico, um enfermeiro e um condutor.

Regional: Dispõe de uma base, ou posto fixo, e ambulâncias que só podem deixar-lá sob regulação das urgências, que é feita na Central de Regulação do Samu, situada na sede de cada regional.


Histórico: No último dia 7 de abril, na Fundação Luís Eduardo Magalhães (Flem), foram apresentadas 54 ambulâncias do Samu, que serão distribuídas em 22 cidades do estado. Com a entrega dessas unidades, a Bahia terá cobertura em todos os municípios que possuem mais de 100 mil habitantes, como determina a portaria 1.864 do Ministério da Saúde, com exceção de Teixeira de Freitas, cujo projeto ainda está em fase de conclusão.