O Centro Estadual de Meteorologia da Superintendência de Recursos Hídricos (SRH) prevê um final de semana com céu claro a parcialmente nublado e chuvas fracas, em áreas isoladas nas regiões norte, Chapada Diamantina, sudoeste, São Francisco, oeste e parte da região nordeste do estado.

Em Salvador, região metropolitana e no Recôncavo, na faixa centro-leste (litoral) das regiões nordeste e sul, o céu continuará nublado e parcialmente nublado, com chuvas fracas, que serão mais freqüentes durante a noite e nas primeiras horas da manhã.

Isto acontece devido ao calor associado aos ventos úmidos vindos do Oceano Atlântico. As temperaturas máximas se manterão estáveis, variando entre 30ºC e 32°C nas regiões do São Francisco, oeste, Recôncavo, norte e nordeste, onde as mínimas ficarão em torno de 21°C. Nas regiões da Chapada Diamantina e sudoeste, as mínimas deverão variar entre 19ºC e 21°C e as máximas, entre 29ºC e 31°C.

De acordo com o meteorologista Heráclio Alves, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) continua influenciando as condições do tempo, mantendo o céu nublado e com chuvas em toda a faixa centro-norte do Nordeste brasileiro. A ZCIT é um sistema meteorológico que traz umidade do Oceano Atlântico Norte para as Regiões Norte e Nordeste do país, no período entre os meses de março e maio.

“A instabilidade atmosférica causada por esta zona é responsável pelas chuvas nos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, oeste da Paraíba, Pernambuco e norte da Bahia”, explica Alves. Nos próximos dias, a ZCIT não deverá influenciar significativamente as condições do tempo na Bahia.

Mar com pouca agitação

Em todo o litoral baiano, a maré alta deve variar entre 1,5 e 2,0 metros de altura e deve atingir seus máximos em torno das 9 e 22h. As ondas se manterão com fraca agitação e não devem ultrapassar de um metro de altura.

A redução da nebulosidade nesse período mantém elevada a incidência de radiação solar em grande parte da Bahia, tendo como conseqüência, os altos índices de Radiação Ultravioletas (IUV). Assim, os índices 10 e 11, previstos para o período entre sexta-feira e domingo (11 a 13), fazem parte das categorias “muito alta” e “extrema”, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Heráclio Alves chama a atenção, mais uma vez, para os cuidados com os índices de radiação ultravioleta. “As pessoas não devem se descuidar com o uso de protetor solar e de óculos escuros porque, mesmo com nebulosidade, a incidência de radiação solar mantém-se elevada”, recomenda.