A Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), lança, terça-feira (22), no município de Canavieiras, o Projeto Puçá – Programa Integrado de Manejo e Gerenciamento do Caranguejo-uçá, que visa desenvolver ferramentas integrantes da exploração racional do crustáceo.

O evento acontece a partir das 9h, no auditório do Colégio Estadual 15 de Outubro, com as presenças do governador Jaques Wagner, do presidente da Bahia Pesca, Aderbal de Castro, e do secretário da agricultura, Geraldo Simões.

Em termos sociais, o caranguejo-uçá é a espécie de caranguejo mais importante do litoral brasileiro. O estoque do animal, no litoral, vem sendo reduzido drasticamente desde o início da década de 90, em função de questões infectológicas e, principalmente, de captura predatória. Além disso, tem sido o meio de subsistência de grande parte dos moradores da região.

O Puçá, é um projeto da Bahia Pesca, desenvolvido em parceria com o Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais (GIA) e com o apoio do Fundo de Combate a Erradicação da Pobreza (Funcep).

É dividido, estruturalmente, em duas partes – o repovoamento, com o objetivo de recuperar as áreas de manguezal, afetadas por declínio populacional, e a de treinamento e educação, voltadas para conscientização ambiental dos pescadores e marisqueiras, comerciantes e consumidores do caranguejo-uçá.

A paradisíaca cidade de Canavieira, a 120 quilômetros de Ilhéus, foi escolhida por ser considerada a capital baiana do caranguejo, carro-chefe da gastronomia local. O crustáceo é abundante na região por conta da preservação dos mangues, sendo servido de diversas formas nas barracas de praia e restaurantes da região. De tão famoso, ganhou até um festival exclusivo, em dezembro, atraindo muitos turistas.