Neste domingo (27), dez filhos de internos do Complexo Penitenciário da Mata Escura vão assistir o espetáculo “Da ponta da língua à ponta do pé”, no Teatro Vila Velha, a partir das 16h. As crianças fazem parte da Creche Nova Semente, implantada pela Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), em parceria com a Fundação Dom Avelar Brandão Vilela, que atende filhos de reclusos.

Realizada pela Companhia Viladança, a apresentação mistura teatro, música e dança, contando a história da arte de dançar a crianças e adolescentes. Na montagem, Zé é um skatista radical que faz de tudo para conquistar o amor de Isadora, uma garota de sua escola que é dançarina, culta e muito independente.

Com ajuda da professora Lúcia e outros simpáticos personagens, Zé embarca numa viagem pelo mundo do conhecimento, despertando sua curiosidade pelo universo da dança, para que ele possa vencer desafios e, finalmente, descobrir a importância da arte.

O evento é resultado de uma parceria entre SJCDH, o Vila Velha e a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH). “Essa iniciativa é importante na formação da cultura dessas crianças. O contato com atividades artísticas serve para prevenir a criminalidade. É uma forma delas terem outras alternativas de formação cultural”, afirma a coordenadora de Gestão Integrada da Ação Penal da secretaria, Denise Tourinho.

O espetáculo foi reconhecido pela Unesco pela sua importância cultural enquanto estratégia de formação de platéia entre o público infanto-juvenil, e será apresentado também às crianças da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes) e de creches municipais.