Estados nordestinos voltam a reivindicar tratamento diferenciado à região para a inserção da energia eólica na matriz energética brasileira. Desta vez, o assunto será discutido no Fórum Nacional de Secretários de Estado para Assuntos Energéticos. O encontro, que é realizado trimestralmente, acontece em Salvador na próxima segunda-feira (28), no auditório da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações (Agerba), no CAB.

São esperados secretários de Infra-estrutura de 26 estados e do Distrito Federal. Além disso, participam do evento o diretor da Agência Nacional de Petróleo (ANP), Nelson Narciso, o presidente do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), João Carlos França de Luca, e a secretária de Saneamento e Energia de São Paulo, Dilma Pena.

Tanto sua inserção na matriz energética do país quanto a criação de leilões exclusivos para a produção de energia eólica já foram abordadas em carta enviada pelo secretário de Infra-estrutura da Bahia, Antonio Carlos Batista Neves (também vice-presidente do fórum), ao ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, e no I Seminário Regional de Planejamento Energético, que aconteceu em 10 de março, em Fortaleza (Ceará).