Um convênio assinado entre a Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e a Associação Brasileira Terra Verde Viva vai realizar a castração e a esterilização de cerca de 400 animais, entre cães e gatos, que vivem nas ruas de Salvador. O projeto pretende evitar a reprodução descontrolada, diminuindo a densidade de animais nas vias públicas de Salvador, garantindo a eficácia no controle de zoonoses, que desequilibram o ambiente.

Segundo a coordenadora da associação, Jussara Freire, os animais abandonados na rua se proliferam sem controle e aumentam os riscos de epidemias. Os animais vão começar a ser castrados e esterilizados a partir de segunda-feira (25). “Eles vão permanecer sob a tutela da associação até o fim do período pós-cirúrgico, que dura cerca de 10 dias. Depois serão devolvidos ao local onde foram recolhidos”, informou a coordenadora.

A Associação Brasileira Terra Verde Viva coordena adoção de cães e desenvolve ações com o objetivo de diminuir a taxa de natalidade por esterilização em massa, de combate aos maus-tratos, além de conscientizar a população sobre os direitos dos animais. “Criamos cerca de 100 cães nas nossas casas de passagem. Todos são vacinados, higienizados, vermifugados e esterilizados”, garantiu.