O governo do Estado, via Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes) assinou nesta terça-feira (12) vários convênios que vão possibilitar a capacitação profissional, geração de renda e segurança alimentar de jovens e donas de casa da capital e do interior. Nas ações serão aplicados recursos superiores a R$ 2,4 milhões.

Uma das iniciativas é a implantação da TV Pelourinho, que vai beneficiar 200 jovens do Centro Histórico de Salvador com oficinas de fotografia, técnicas de áudio, vídeo, iluminação e produção de roteiro para TV.

A intenção é estimular o potencial criativo e promover a inclusão social dos jovens, fortalecendo a auto-estima e a cidadania. Através do projeto, que terá investimento de R$ 640 mil, também vão ser realizadas oficinas de gestão de cooperativas, plano de negócios e marketing, visando estimular a sustentabilidade do empreendimento. O trabalho será coordenado pela ONG Ação pela Cidadania.

O Governo do Estado também vai apoiar as Escolas Agrícolas de 30 municípios do interior, por meio do projeto Herdeiros da Terra. Recursos na ordem de R$ 1,6 milhão serão aplicados na formação de mil jovens de 16 a 24 anos, incluindo mais de 30 mil famílias residentes em áreas rurais.

Os beneficiários passarão por capacitação que vão durar 368 horas, abrangendo conteúdos como administração, mercado, comercialização e marketing, melhoria de sistemas produtivos e técnicas agropecuárias. Cada jovem será certificado como Agente de Desenvolvimento Comunitário Rural, para a realização de intervenções de cunho social junto às comunidades em que vivem.

As entidades conveniadas com a Sedes para a execução das atividades foram a Associação das Escolas das Comunidades e Famílias Agrícolas da Bahia (Aecofaba) e a Rede de Escolas Integradas do Semi-árido (Refaisa).

“Com essas ações, estamos fortalecendo os movimentos sociais, e, aos poucos, enfrentando as desigualdades. Queremos fazer com que o Estado saia na frente no desenvolvimento de políticas de assistência social e segurança alimentar”, disse o secretário de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, Valmir Assunção.

Apoio às donas de casa e costureiras

A geração de emprego e renda para cerca de 50 moradores do bairro Periperi, em Salvador também será possível graças ao apoio da Sedes. Através de parceria com o Movimento de Donas de Casa e Consumidores da Bahia, a população será capacitada para a implantação e o cultivo de hortas comunitárias. Além de consumir alimentos de qualidade, os moradores poderão melhorar a economia de suas famílias através da comercialização dos produtos. Durante o desenvolvimento do projeto serão passadas noções de associativismo, cooperativismo e cidadania.

Já o município de Boa Nova será contemplado com a implantação de um núcleo comunitário de corte e confecção. O investimento vai possibilitar aquisição de máquinas e insumos, produção e comercialização das mercadorias. O objetivo é beneficiar 30 mulheres, que serão capacitadas para a confecção de uniformes e roupas íntimas. A ação também vai beneficiar o mercado de trabalho local, carente de profissionais desta natureza.