Até o dia 31 de janeiro de 2008 a  Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) vai encerrar a contratação de prestação de serviços por meio das empresas envolvidas na Operação Jaleco Branco, realizada pela Polícia Federal e deflagrada em novembro.

Ontem, a Diretoria Administrativa da Sesab efetivou o pagamento referente ao mês de novembro à Vigilância Patrimonial Ltda. (Ascop), empresa que foi substituída pela Sena Segurança Inteligente Ltda. no dia 18 deste mês.

O diretor administrativo da Sesab, Fábio Almeida, explicou que os vigilantes receberam o pagamento depois de um acordo entre a secretaria e a Ascop, com parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE), estabelecendo o Sindicato dos Vigilantes da Bahia (Sindvigilantes) como interlocutor e responsável pelo repasse dos salários.

O diretor explicou que a Sesab economizou quase 20% com o contrato com a nova empresa.  A economia é de R$ 270 mil por mês, recursos que serão investidos em outros setores de saúde.

Conforme a diretoria administrativa da Sesab, foi efetuado também ontem o pagamento da Pos-Data Ltda.,  empresa fornecedora de mãos-de-obra de digitadores. No próximo dia 7, será realizado o pregão presencial que definirá a empresa que vai substituir a Pos-Data, cujo contrato também será encerrado.