A situação atual do imperialismo norte-americano em relação ao Brasil, América Latina e ao Oriente Médio (Iraque, Irã, Líbano, Israel e Palestina) será tema de palestra a ser proferida pelo professor doutor Jorge Vital de Brito Moreira, dia 24, no Centro Universitário de Cultura e Arte (Cuca). Mestre em Sociologia pela Universidade Autônoma do México e com Ph.D em Hispanic and Luso-Brazilian Literatures and Linguisttics na University of Minnesota, nos Estados Unidos, Moreira estuda o imperialismo através da crítica da cultura de cada povo envolvido na questão.

O evento é promovido pelo Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas em Filosofia, do Departamento de Ciências Humanas e Filosofia da Universidade Estadual de Feira de Santana. Conforme Nilo Reis, coordenador do Núcleo, Jorge Moreira “é um persistente crítico (nevrálgico) da política americana para os países em desenvolvimento”.

Alicerçado numa leitura dos teóricos do liberalismo, Moreira “tenta desmistificar o convite sedutor da vida capitalista que, ao mesmo tempo, apresenta as benesses duma sociedade de consumo e excluem as pessoas ao direito de uma vida, no sentido pleno, com dignidade”.

Admirador de Karl Marx e adepto do pensamento de que é preciso transformar o mundo hoje, Moreira dedica tempo significativo ao problema das crises que se desenvolve na história humana. Dessa perspectiva, procura entender as complexas relações entre a estrutura ideológica e os fenômenos econômicos escondidos nos jogos de poder. “Para ele, é preciso sempre repensar e reelaborar o discurso político na sociedade”, avalia Nilo Reis. O Cuca está localizado na Rua Conselheiro Franco, 66, centro de Feira de Santana. A entrada é gratuita.